Acesso à internet no Pará está abaixo da média nacional

Acesso à internet no Pará está abaixo da média nacional
abril 26 14:07 2018

Em 2017, 1,4 milhões de domicílios tinham acesso à internet no Pará, o equivalente a 61% da população com idade acima de 10 anos. Em 2016, a participação de pessoas conectadas era de 53% do total de lares paraenses. Apesar do aumento, a população paraense ainda está abaixo da média brasileira de 70% de domicílios com acesso à internet.

Outro dado divulgado é o meio de acesso à internet pela população no Pará. A maior parte do acesso, 61% do total, é feito através de celulares, 17% é feito através de microcomputador, 4% através de televisão e 5% através de tablet.

Essas informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (26).

AUTOMÓVEL

Segundo a pesquisa domiciliar do IBGE, 21% dos lares possuíam automóvel e 32% possuíam motocicleta em 2017, confirmando a grande dependência da população do transporte público para locomoção.

Merece destaque também o avanço do celular como item presente em 86% domicílios pesquisados, perdendo apenas para outros bens como televisão, com 92%; geladeira, com 91%; e máquina de lavar roupa, com 33%.

ESGOTAMENTO SANITÁRIO

O IBGE também identificou que, em 2017, 287 mil domicílios, 12% do total, tinham seus dejetos lançados na rede de esgoto da Administração Pública e 1,8 milhões de domicílios, 77% do total, lançavam seus dejetos sanitários em fossas sépticas que não tinham ligação com a rede geral pública de esgoto. A média de domicílios paraenses com destinação de dejetos adequada está abaixo da média brasileira de 66% do total de domicílios com acesso ao esgotamento sanitário através da rede geral pública.

O acesso à água potável e a coleta de lixo realizada nas casas paraenses foram outras importantes condições de moradia pesquisadas relacionadas ao saneamento básico. A pesquisa do IBGE identificou que em 2017, 1 milhão de domicílios (88% do total) tinham disponibilidade de água diária proveniente da rede geral pública de abastecimento de água, colocando o Pará próximo da média brasileira de 87% do total de domicílios com acesso à água potável no dia a dia. E com relação a coleta de lixo, 1,6 milhões de domicílios, 67% do total, recebiam serviço público de coleta de lixo diariamente, média abaixo da brasileira na qual 83% do total de domicílios recebem a coleta de lixo diariamente.

(Com informações do IBGE)

  Categories: