Cesta básica do paraense ficou mais cara em janeiro

Cesta básica do paraense ficou mais cara em janeiro
fevereiro 07 14:26 2019

O ano de 2019 iniciou com alta no preço da alimentação dos paraenses. No mês de janeiro, a cesta básica comercializada em Belém apresentou aumento de preço de 0,65%, custando em média, R$ 384,78. É o que diz a pesquisa nacional feita pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Nos últimos 12 meses, a alta foi de 4,85% na capital, acima da inflação que esteve em 3,5% no mesmo período.

O balanço feito pelo Dieese mostra que a maioria dos produtos pesquisados apresentaram quedas de preços, com destaque para o leite, que reduziu 3,78%, seguido do tomate, com queda de 3,16% e a banana 2,3% mais barata. Por outro lado, alguns produtos ficaram mais caros, como o feijão, que esteve até 33,44% com o valor mais salgado, seguido do açúcar com alta de 8,54% e da carne bovina, que está 1,33% mais caro.

Ainda de acordo com o departamento, o custo da cesta para uma família composta de dois adultos e duas crianças, deveria ser de R$ 1.154,34 sendo necessários, portanto aproximadamente 1,15 salários mínimos para garantir as mínimas necessidades do trabalhador e sua família, somente com alimentação. Para comprar os 12 itens básicos da alimentação, o trabalhador paraense comprometeu quase 42% do novo salário mínimo de R$ 998 e teve que trabalhar 84 horas e 49 minutos das 220 horas previstas em Lei.

 (acontecepara)
  Categories: