Cliente da TIM é ofendido de ‘mineiro boiola otário’ em fatura

Cliente da TIM é ofendido de ‘mineiro boiola otário’ em fatura
fevereiro 06 14:59 2019

Já imaginou pagar por um serviço e quando for fazer uma reclamação ser sumariamente ofendido pela empresa responsável? Pois é, isso ocorreu com um cliente da operadora Tim, Bruno Ribeiro Carvalho, de 31 anos, que teve uma baita surpresa ao receber a fatura do mês de janeiro. Nela veio impressa a frase “mineiro boiola otário”. O caso aconteceu em Lambari (MG).

Bruno recebeu o documento que foi impresso no dia 15 de janeiro, após  fazer uma reclamação pelo atraso no envio da fatura. Ele recebeu um relatório das chamadas do período entre os últimos meses de 2018 e 12 de janeiro de 2019.

“Como a Tim me mandava todo mês o relatório e esse mês eu ainda não tinha recebido, eu entrei em contato com eles e solicitei através do site do consumidor, porque no 1056 [telefone de contato] eu não conseguia falar”, disse ele em entrevista.

Bruno afirma que começou a ter problemas com a operadora em 2018. De acordo com ele, a empresa vinha fazendo cobranças indevidas na contratação de um plano.

“Em vez de descontar uma vez por mês, descontava todos os dias. Essa situação durou uma semana. Desde que aconteceu, eles me mandam esse relatório”, explicou.

Bruno, conta que só percebeu os xingamentos ao abrir a fatura e checar as informações. A frase “mineiro boiola otário” aparece logo após o endereço.

“Eu fiquei bem chateado. Na hora, já comecei a pensar no que deveria fazer”, disse. Além de viver a situação constrangedora, o cliente está passando por sessões de redioterapia para um tratamento contra um câncer.

Ele tentou o contato com o canal de atendimento da operadora por telefone e afirma que não foi atendido. “Encerrei a chamada a entrei em contato pelo aplicativo da Anatel e com um site de consumidores do Procon”, explicou Bruno.

OUTRO LADO

Segundo o rapaz, três dias após o recebimento da fatura, a operadora Tim entrou em contato com Bruno para se desculpar pelo ocorrido e que este tipo de situação não é costumeira.

“Entraram em contato comigo e me pediram desculpas. Falaram que não é praxe da empresa, aquelas respostas automáticas”. Ele também recebeu uma carta com um pedido de desculpas da empresa.

“Eu senti um desrespeito com o consumidor. Foi um desrespeito porque, mesmo às vezes a gente se estressando com a demora, a empresa não tem direito de emitir um relatório de chamadas, ou uma conta e tratar o cliente com xingamento”, desabafou.

“A gente sabe que foi um funcionário, mas existe a responsabilidade da empresa. E eu tentei acordo, contato com a empresa antes e não foi satisfatória a resposta. Me ligaram pra dar uma resposta padrão”.

Na carta enviada ao cliente no dia 26 de janeiro, a Tim afirmou que tomou as medidas necessárias. “Pedimos desculpas pelos transtornos causados e esclarecemos que seu cadastro já se encontra corrigido. Informamos também que este ato não corresponde aos valores éticos e morais disseminados pela Tim e seus colaboradores”, explicou a empresa em um trecho da carta.

Foto: Bruno Ribeiro Carvalho

Em nota a operadora disse que: “A Tim pede desculpas e lamenta o ocorrido e os transtornos causados. Assim que tomou ciência do caso, acionou imediatamente todos os seus canais para tomar as devidas providências. A empresa reitera seu compromisso com a experiência do cliente e repudia veementemente o episódio que não reflete os nossos padrões de conduta”.

  Categories: