INFORME PUBLICITÁRIO: Propaz e Prefeitura de Parauapebas capacitam rede de atendimento à mulher

INFORME PUBLICITÁRIO: Propaz e Prefeitura de Parauapebas capacitam rede de atendimento à mulher
agosto 21 14:25 2018

Será na tarde desta terça-feira, 21, no auditório da prefeitura

No mês em que a Lei Maria da Penha completa 12 anos e se consolida como o mecanismo mais efetivo para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Mulheres em parceria com a Fundação Pro Paz, por meio do Pro Paz Integrado (PPI), promovem capacitação para servidores da rede de garantia de direitos no município de Parauapebas.

A capacitação visa reforçar a importância da lei bem como capacitar servidores do município de acordo com o protocolo de acolhimento do Pro Paz Integrado, que possui reconhecimento internacional graças ao atendimento humanizado e integral a essas vítimas.

Nos núcleos do  Pro Paz Integrado, tanto na capital, Belém, quanto no interior, funcionam delegacia, Polícia Militar, assistência social, psicologia, serviço médico e de perícia. O programa oferece acolhimento psicossocial especializado; garante os direitos básicos relacionados à saúde física, emocional, mental e reprodutiva; previne DSTs/AIDS e gravidez decorrente de estupro nos casos detectados até 72 horas; também interrompe a gravidez decorrente de violência sexual, conforme a legislação.

O formato coloca o Estado do Pará na vanguarda deste tipo de atendimento, pois é o único da federação ofertando atendimento integrado à mulher da capital e do interior.

Importância de debater a violência

Em 2017, de janeiro a dezembro, o Pro Paz Integrado atendeu 6.432 mulheres vítimas de violência em todo Pará. De janeiro a julho deste ano, foram 3.504 mulheres vítimas de violência que passaram pelas unidades.

“No Pro Paz Integrado à mulher, a vítima de violência ou em situação de risco encontrará tudo o que precisa, devido à estrutura do nosso prédio, que trabalha em parceria com o CP Renato Chaves para fazer a profilaxia desde o acolhimento psicossocial, com o aparato multiprofissional, até o boletim de ocorrência. O mais importante é fazer a denúncia, romper o ciclo de violência. É importante ressaltar que se esta mulher não tem o apoio em casa, aqui ela terá o apoio que precisa para superar essas violações”, diz a coordenadora do Pro Paz Integrado, Naiana Dias, que dará a capacitação.

Área de abrangência

O Pro Paz Integrado atua nas regiões do Xingu (Núcleo de Altamira), Guajarina (Núcleo de Paragominas), do Lago (Núcleo de Tucuruí), Baixo Amazonas (Núcleo de Santarém), Bragantina (Núcleo de Bragança) e Marajó (Núcleo de Breves).

Ainda esta semana mais uma unidade será inaugurada em Marabá, para atender a demanda do sudeste paraense, além de contar com o atendimento nas unidades da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), localizadas em todas as regiões paraenses.

Prevenção

A Fundação Pro Paz realiza campanhas de prevenção e sensibilização junto à sociedade civil sobre a violência contra as mulheres nas mais diversas esferas. As ações acontecem nas regiões que possuem unidades do Pro Paz Integrado, garantindo a acessibilidade da população como um todo, inclusive nas áreas ribeirinhas.

Programação

LOCAL: Auditório da Prefeitura de Parauapebas

  • 14h: Abertura do evento em alusão ao 12º aniversário da Lei Maria da Penha
  • 14h30: Apresentação da Fundação Pro Paz e todas as frentes de atuação, pela diretora de Ações Estratégicas da Fundação Pro Paz, Priscila Campelo.
  • 14h30: Apresentação do Programa Pro Paz Integrado para a rede de atendimento do município, pela coordenadora do Pro Paz Integrado, Naiana Dias.
  • 15h: Palestra sobre Proteção Social
  • 16h: Palestra sobre Políticas Públicas e promoção dos direitos da mulher
  • 17h: Encerramento do evento

Texto: Assessoria de Comunicação da Fundação Pro Paz/PA

  Categories: