NOTA DE RÉPUDIO DA IMPRENSA CONTRA EX-PREFEITO VALMIR MARIANO

agosto 27 15:44 2018

A Associação de Imprensa de Comunicação de Parauapebas, (AICOP), vem a público manifestar-se a respeito das declarações infelizes, inverdades, calunias, difamação e oportunistas proferidas pelo ex-prefeito Sr. Valmir Mariano em seu discurso ontem, dia 25 de agosto, no Residencial Alto Bonito, à imprensa de Parauapebas. Sabemos que infelizmente o período eleitoral faz aflorar em muitas pessoas o que há de pior. No intuito de ganhar a simpatia do eleitorado, é muito comum proferirem discursos emocionados e carregados de sentimento de rancor e tentarem incutir a percepção de que foram ou são perseguidos.

 

O ex-prefeito aparentemente caiu nessa armadilha de vaidade. Atacar o governo municipal é sua estratégia e seu direito e a nós não cabe aqui fazer defesa; a Prefeitura e seu gestor têm equipe para isso. Mas quando a metralhadora política vira-se para a imprensa livre no único intuito de se fazer vítima para angariar votos, faz-se necessário que nos pronunciemos. Não podemos deixar que este ataque à imprensa livre fique impune, ex-prefeito; pois acreditamos que a liberdade de informar, de criticar e de opinar não deve encontrar limites ou censores. Talvez o primeiro passo para a manutenção de todas as liberdades do ser humano seja a garantia de uma imprensa livre e desimpedida. O despotismo, a tirania e a corrupção têm pavor de uma imprensa livre, independente e crítica. Em seu discurso, o ex-prefeito cita os contratos que vários órgãos da imprensa têm com a Prefeitura, afirmando que os órgãos de imprensa estão “mordendo aquele tutuzinho que é de vocês”…

 

O ex-prefeito não sabe se pela idade já avançada, aparentemente esqueceu-se de que esses ‘contratinhos’ são idênticos aos que ele mantinha com exatamente OS MESMOS órgãos de imprensa. Isso posto, vale aqui lembrar que nós noticiamos a inauguração de todas as importantes obras que foram executadas pelo governo do ex-prefeito, as que ele iniciou e inclusive aquelas que ele já pegou em andamento, concluiu e inaugurou.

 

Queremos aqui dizer que não foi à imprensa, ex-prefeito, que trouxe o Grupo de Atuação no Combate ao Crime Organizado(Gaeco) a esta cidade; não foi a imprensa que trouxe a POLÍCIA FEDERAL a esta cidade, ex-prefeito. Várias batidas policiais que houve em nossa cidade, dentro de prédios públicos e inclusive dentro da sua casa, não foram fruto de trabalho jornalístico, ex-prefeito. Esse trabalho POLICIAL foi fruto de investigações do Ministério Público, do GAECO, da Polícia Federal, enfim, de diversos órgãos de combate e repressão ao crime organizado. Não fomos nós que colocamos o senhor como alvo da Operação Filisteus, da Lava Jato; não foi a imprensa quem abriu um processo contra o senhor por recebimento de propina da ODEBRECHT, ex-prefeito. Não. Não fomos nós. A imprensa limitou-se ao seu papel de informar o que estava acontecendo no município na ocasião.

 

Quem ajudou a colocar nossa querida cidade nas principais manchetes nacionais de corrupção, foi o senhor, ex-prefeito; o senhor e vários de seus secretários, escolhidos e mantidos pelo senhor. Foi a sua administração na Secretaria de Educação que foi acusada de ter alugado motocicletas como se fossem ônibus escolares, não foi à imprensa. Estamos à disposição para abrir a quem interessar possa e no interesse da transparência, nosso contrato de publicidade mantido com a Prefeitura que, como afirmamos anteriormente, é basicamente o mesmo que mantínhamos na gestão do ex-prefeito, mas que naquela época, ele não chamava de “tutuzinho do povo”. Nesta eleição, desejamos de coração que o espírito democrático prevaleça e que ela seja o ponto de partida para a construção de um país melhor, mais justo e com mais oportunidades para todos. O Brasil precisa e merece!

 

AICOP tomará seus procedimentos cabíveis através da assessoria jurídica.

 

 

Atenciosamente

 

CLÉO LOPES

Presidente da Associação de Imprensa e Comunicação de Parauapebas

  Categories: