Pará é um dos estados com menos profissionais inscritos no ‘Mais Médicos’

Pará é um dos estados com menos profissionais inscritos no ‘Mais Médicos’
janeiro 12 14:53 2019

O Ministério da Saúde divulgou um balanço em que apresentou a atual situação dos postos do programa ‘Mais Médicos’ ocupados anteriormente por médicos cubanos. Segundo os dados, do total de vagas que não tiveram inscritos nos dois editais voltados para brasileiros, 85% estão em cidades do Norte e o Nordeste. O Pará está entre os estados que mais tem sofrido com a falta de médicos e conta com 240 vagas não preenchidas pelos profissionais.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, um em cada quatro postos sem inscritos está localizado em distrito sanitário indígena. Elas estão espalhadas nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantis. Contrariando as estatísticas da Região Norte, as vagas do Sudeste foram totalmente preenchidadas. Já na Região Sul, apenas 62 vagas no Rio Grande do Sul não tiveram inscritos.

SEM ATENDIMENTO

Uma das cidades atingidas pela falta de atendimento é Paragominas, no sudeste do Pará. O agricultor Josemar Alves, de 36 anos, relata o sofrimento para buscar atendimento para a filha Juliana, de 5. A menina é portadora de asma e apresenta constantes crises e precisa de atendimento médico para fazer inalação, já que não possui o aparelho em casa.

“Nos postos de saúde até encontramos médicos, mas quando um falta no plantão, não tem ninguém para ocupar a vaga. É quando sentimos a maior necessidade deles”, conta Alves.

De acordo com Roberto Gomes, coordenador da Atenção Primária de Saúde do município, a única forma de corrigir a falta de atendimento médico em decorrência da saída dos cubanos, quando novos profissionais ocuparem as vagas. “Contamos que os médicos venham e fiquem no município. Eles fazem parte do nosso planejamento da atenção básica e a população conta com isso”, reforça. A cidade disponibilizou 11 vagas do programa, onde três ainda não foram preenchidas.

Outra cidade que também aguarda os novos profissionais é Breves, na região do Marajó. Do total de vagas ofertadas, sete ainda estão à espera de interessados.

(Com informações do Notícias ao Minuto)

  Categories: