Populares quebram costelas de assaltante que tentou roubar uma mulher

Populares quebram costelas de assaltante que tentou roubar uma mulher
junho 29 17:20 2018

O nacional Vagner Ferreira de Sousa, 27 anos de idade, foi salvo pelo gongo ao ser resgatado pela Polícia Militar quando estava sendo linchado por várias pessoas ao ser flagrado assaltando uma mulher no bairro Novo Paraíso, Parauapebas.

Ele foi apresentado na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, por volta das 15h30, depois de receber atendimento médico com duas costelas quebradas e um corte na cabeça, resultado da surra que levou quando tentou tomar a moto e os pertences de uma vendedora autônoma, que para não perder para o bandido entrou em luta corporal com o mesmo até ser socorrida por passageiro de um ônibus que tráfegava no local.

De acordo com a vítima Janaina Sousa, ela pilotava sua moto Honda, Biz, prata, no bairro Novo Paraíso, em uma área não asfaltada quando observou um indivíduo caminhando em sua direção.

“O indivíduo pulou na frente da moto apontando uma arma pra mim gritando que era um assalto? mandando que eu entregasse a bolsa e me chingando de todo nome foi logo puxando minha bolsa, me espancando tentando arrancar as chaves do contato da moto. contou a vitima, acrescentando que ao perceber que se tratava de uma arma falsa a mesma entrou em luta corporal o elemento. Ao avistar um ônibus que passava pelo local lotado de funcionários Janaína passou a gritar e pedir ajuda, o que foi atendida.
“Naquele momento de angústia continuei lutando com o ladrão, ele puxava a bolsa para um lado e eu puxava para o outro, quando de repente passou um ônibus de uma empresa e eu comecei a pedir socorro e logo os passageiros daquele ônibus perceberam que se tratava de um assalto e logo o motorista parou e todos desceram e   pegaram o assaltante e deram uma surra  nele e em seguida ligaram para polícia. Graças a Deus ele não conseguiu levar as minhas coisas, trabalho muito para conseguir algo e de repente entregar tudo na mão de um bandido .. Sei que não é correto agir em um assalto mais eu só tive essa reação por que perceber que a arma que ele usava era um simulacro. Se fosse uma arma de verdade jamais eu teria reagido”, lembrou a vítima.

(Caetano Silva)

  Categories: