Pré-candidatos a governador recebem pautas do agronegócio

Pré-candidatos a governador recebem pautas do agronegócio
maio 31 15:12 2018

O agronegócio contribui, em média, com 21% do PIB dos municípios, representando a base econômica de grande parte deles e fonte de ocupação para parcela substantiva da população. Para debater questões relacionadas ao desenvolvimento do setor agropecuário no Estado, a Federação da Agricultura do Pará (Faepa) em parceria com o Senar realizou a 49ª edição do Encontro Ruralista, encerrada ontem (30), com uma programação recheada de palestras de grandes nomes da economia e da política, para discutir o cenário atual e o futuro do agronegócio no Pará através de uma agenda a ser entregue aos candidatos das eleições 2018.

Os pré-candidatos ao governo do Estado nas eleições de outubro foram convidados a participar do evento, quando o setor produtivo entregou um documento contendo a pauta de reivindicações do setor produtivo denominado “O que queremos” para subsidiar os programas dos futuros candidatos. O documento é resultado de amplos debates e consultas feitas em todas as regiões do Estado. No primeiro dia do encontro, na terça (29), o documento foi entregue ao pré-candidato ao governo e atual presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Márcio Miranda (DEM).

Ontem foi a vez de o pré-candidato e ex-ministro da Integração regional, Helder Barbalho (MDB), receber a pauta. No fim do encontro, Helder recebeu o documento das mãos do presidente da Faepa, Carlos Xavier, que ressaltou que os produtores rurais estão fazendo o dever de casa, mas anseiam pela parceria entre os setores públicos e privados para alçar melhores resultados. “A formulação dessas parcerias requerem convergência e sintonia de esforços e responsabilidades em prol de interesses comuns, para otimizar investimentos e potencializar resultados”, afirmou.

Encontro reuniu produtores de todas as regiões

Em sua fala, Helder Barbalho ressaltou a importância do agronegócio para um Estado como o Pará e lembrou que o encontro foi uma oportunidade de conhecer demandas, buscar alternativas e assumir compromissos. “Os gestos e os atos credenciam bem mais que as palavras, principalmente de atores políticos em épocas eleitorais e pré-eleitorais”, observou. Segundo o ex-ministro, “não adianta apenas falar o que o cidadão quer ouvir. Mais que isso: é necessário transformar o que foi dito em realidade”, disse Helder, lembrando que esteve na Faepa há 4 anos, durante a sua primeira campanha ao Governo do Estado, ouvindo as reivindicações do setor.

Em seguida, Helder fez um breve histórico de suas realizações à frente dos Ministérios da Pesca e Aquicultura, Portos e da Integração Nacional nos últimos 3 anos e os projetos executados em prol do Pará e que ajudaram no desenvolvimento regional. Na mesa de entrega do documento estavam, além de Helder, a deputada federal Simone Morgado (MDB), representando a Câmara Federal; o deputado estadual Chicão (MDB), representando a Assembleia Legislativa do Estado; Mário Ribeiro, secretário executivo do Ministério da Integração Regional; Marcos Ferrari, diretor do BNDES; Alysson Paulinelli, ex-ministro da Agricultura e ex-presidente da CNA; além do vice-governador Zequinha Marinho (PSC). Na plateia vereadores, prefeitos e lideranças políticas de várias regiões do Estado.

O encontro foi feito para os delegados representantes de 132 Sindicatos de Produtores Rurais do Estado do Pará, coordenadores de Núcleos Regionais, assessores técnicos sindicais, diretores, técnicos e autoridades ligadas ao setor.

(Luiz Flávio/Diário do Pará)

  Categories: