Região: Encerramento das ações do ‘Março Lilás’ reúne centenas de pessoas em Breves

Região: Encerramento das ações do ‘Março Lilás’ reúne centenas de pessoas em Breves
março 31 15:13 2019

Referência na assistência de média e alta complexidade e com oferta de várias especialidades, entre elas obstetrícia e ginecologia, o Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), no município de Breves, encerrou a Campanha Março Lilás reunindo centenas de pessoas, entre usuários e funcionários, em um ciclo de palestras durante toda a sexta-feira (29). O objetivo foi mostrar a importância da prevenção do câncer de colo do útero e alertar a população do Marajó sobre a necessidade do diagnóstico precoce da doença.

A ação foi realizada pela manhã e à tarde, mobilizando usuárias, acompanhantes e o corpo funcional do hospital, com ações na recepção central, nas clínicas e demais  áreas de atendimento, além do setor administrativo, onde foram realizadas atividades para as funcionárias do hospital. Houve ainda distribuição de material educativo sobre o tema. As ações de educação em saúde contaram com a parceria da Coordenação Regional do Programa Saúde da Mulher.

A ação, organizada pelo Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) do Regional do Marajó e realizada durante o mês de março, cumpriu o objetivo de conscientizar as mulheres sobre os riscos da doença, que somente em 2018 registrou mais de 16 mil novos casos. Para este ano, são previstos mais 16 mil novos casos de câncer uterino no Brasil.

A dona de casa Maria das Graças, 42 anos, que participou do ciclo de palestras, disse que cuida da saúde. “É muito importante essa iniciativa, saber o que realmente acontece com nosso corpo, fazer os exames regularmente. Eu já tenho mais de 40 anos e sempre fiz meus exames. Meu conselho às mulheres é que se cuidem”, ressaltou a usuária, que reside em Breves e aproveitou para saber um pouco mais sobre prevenção, sintomas e tratamento do câncer de colo do  útero.

Fatores de riscos – De acordo o obstetra e mastologista do HRPM, Heraldo Pedreira, um dos principais fatores de risco para o câncer de útero é a infecção pelo Papiloma Vírus Humano (HPV). De acordo com o Ministério da Saúde, o HPV é um vírus que infecta pele ou mucosas (oral, genital ou anal), tanto de homens quanto de mulheres, provocando verrugas nos genitais e ânus, que podem resultar em câncer, dependendo do tipo de vírus. A contaminação pelo HPV é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST).

Heraldo Pedreira ressaltou a importância de alertar a comunidade que qualquer tipo de câncer, com diagnóstico precoce, tem mais possibilidades de cura. Ele chamou a atenção para outros fatores de risco para o câncer de colo do útero, como turismo sexual, múltiplos parceiros, promiscuidade e início precoce da vida sexual. “Todos são considerados fatores de risco muito grande”, afirmou o médico.

Sintomas – Na fase inicial, o câncer de colo do útero é assintomático. No entanto, quando surgem, os mais visíveis são sangramento vaginal, especialmente depois de relações sexuais, no intervalo entre as menstruações ou após a menopausa, e corrimento vaginal (leucorreia) de cor escura e com mau cheiro.

Para a diretora executiva do HRPM, Rejane Xavier, conscientizar é um passo muito importante. “O Regional abraça esta causa em favor da população feminina da região marajoara, sobre a importância de prevenir contra o câncer do colo do útero”, observou a gestora.

Essa assistência pode ser oferecida por meio do 8º Centro Regional de Saúde (CRS), da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), com agendamento de consultas ambulatoriais e exames específicos e, ainda, ações de educação em saúde, como palestras ministradas por profissionais da área, alertando sobre os riscos de desenvolvimento da doença, os sintomas e as formas de prevenção.

O HRPM presta assistência para cerca de 300 mil habitantes dos municípios vinculados ao 8° CRS – Breves, Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel.

Serviço: O Hospital Regional Público do Marajó dispõe de atendimento ambulatorial de segunda a sexta-feira, das 7 às 18 h. O hospital está localizado na Avenida Rio Branco, 1.266, Centro. Mais informações: (91) 3783-2140/ 3783-2127.

Por Vera Rojas – Agencia Pará

 

  Categories: