Trânsito complicado próximo a porto que faz travessia de veículos para a capital paraense

Trânsito complicado próximo a porto que faz travessia de veículos para a capital paraense
abril 06 14:47 2019

O trânsito está complicado na avenida Bernardo Sayão, próximo à avenida José Bonifácio, na manhã deste sábado (06), devido ao grande número de veículos que tentam acessar o porto, em Belém, que faz travessia de balsas para o interior do Pará. O fluxo também é grande no Porto do Arapari, com motoristas que tentam retornar para a capital paraense.

No momento esse é o único meio dos veículos chegarem aos municípios, após a queda da ponte na Alça Viária.

Em entrevista o coronel Alessandre Francês, diretor de serviços técnicos do Corpo de Bombeiros, informou que estão sendo verificadas uma forma do escoamento do trânsito no local até que seja realizada a recuperação da ponte.

“Estamos em planejamento para avaliar se usaremos rotas alternativas, balsas ou outra forma de atravessar os veículos na via, visto que é uma importante rota de ligação à várias partes do Estado”.

Em nota, a Prefeitura de Belém informou que já na manhã deste sábado (6), a área da avenida Bernardo Sayão e adjacências conta com a presença de 20 servidores municipais trabalhando para diminuir os conflitos no trânsito no local, sendo oito agentes de trânsito da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) para orientar o fluxo de veículos em geral; quatro agentes de transporte também da SeMOB, para orientar o transporte coletivo que circula na área; e mais oito guardas municipais.

Ainda segundo a nota, o aumento do tráfego, em especial de carretas e caminhões, tem deixado reflexos para além da Bernardo Sayão, em vias como a Roberto Camelier, Perimentral, Padre Eutíquio, Augusto Corrêa, Alcindo Cacela e, em maior grau, na José Bonifácio, que deve ser evitada.

Quem desembarcar em Belém deve buscar rotas de saída imediatas, como da Bernardo Sayão para a Padre Eutíquio, ou da Augusto Corrêa para Perimetral, e evitar entrar na José Bonifácio. Quem não precisar circular na Bernardo Sayão deve evitar a área.

  Categories: