Urnas do Pará aguardam por 5,5 milhões de eleitores

Urnas do Pará aguardam por 5,5 milhões de eleitores
agosto 02 16:51 2018

O Pará tem 5.499.283 eleitores aptos a votar no dia 7 de outubro, nas eleições de 2018, nos 144 municípios do Estado, segundo dados oficiais divulgados ontem, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em relação às eleições de 2014, este ano o número de eleitores aumentou em 310.833 pessoas.

Em todo o Brasil, 147.302.354 eleitores poderão votar nos representantes políticos de sua escolha. Este ano, além de eleger o novo presidente da República, em cada estado os eleitores poderão escolher dois senadores da República e o governador. Elegerão também deputados federais e estaduais.

No Pará, em 38% dos municípios (54 cidades) os eleitores estão cadastrados para registrarem seus votos pelo sistema biométrico. Como esse sistema foi implantado primeiramente nos maiores municípios, o número de eleitores paraenses que irão votar com identificação por biometria chega a 3.492.534, ou 63,5% do total. Em outros 90 municípios não foi implantado esse tipo de sistema, segundo o TSE.

GÊNEROS – Segundo dados do Cadastro Eleitoral do TSE, há uma divisão quase igualitária no Pará quanto à divisão de gênero, com 50,6% de mulheres e 49,4% de homens. Há um número grande de pessoas que estão na faixa etária que os isenta da obrigação do voto, ou seja, menores de 18 anos e com idade acima de 70 anos, que também têm voto facultativo, somando 428.146 pessoas.

Pedido de voto com nome social é baixo

Pela primeira vez, eleitores transexuais e travestis terão seu nome social impresso no título de eleitor e no caderno de votação das Eleições 2018. Nome social é aquele que designa o nome pelo qual o transexual ou travesti é socialmente reconhecido. A possibilidade desse tipo de identificação foi aprovada pelo Plenário do TSE no dia 1º de março deste ano.

Ao todo, 6.280 pessoas em todo o Brasil fizeram essa escolha ao se registrar ou atualizar seus dados na Justiça Eleitoral. Foram feitos 185 pedidos no Pará. Em São Paulo, foram 1.805 pedidos, 647 em Minas Gerais e 426 no Rio de Janeiro – maiores colégios eleitorais do País. No exterior, cinco eleitores brasileiros também optaram por usar o nome social.

Dados referentes ao nível de instrução mostram que a maior parte do eleitorado com registro na Justiça Eleitoral paraense possui ensino fundamental incompleto (29,7%). Declararam ter ensino médio completo 20,8% dos eleitores aptos ao voto em 2018; médio incompleto 15,3; lê e escreve 12,7%; analfabetos 6,3%; superior completo 6,1%; ensino fundamental completo 5,6%; e superior completo 3,4%.

  Categories: